“Olavo chegou a ter três esposas muçulmanas ao mesmo tempo”, diz filha

Heloísa, filha do ideólogo Olavo de Carvalho, fala da infância desassistida, da relação conflituosa com ele e das antigas convicções religiosas do pai, que agora são negadas

Cleide Carvalho08/04/2019 – 17:40 / Atualizado em 08/04/2019 – 20:32

Heloísa e o pai, Olavo de Carvalho, em foto dos anos 90. “Hoje ele se diz católico desde criancinha, mas foi muçulmano e levou todos os quatro filhos, minha mãe a as esposas dele na época para o islamismo” Foto: Reprodução/Facebook

Aos 49 anos, Heloísa de Carvalho Martin Arribas mora numa casa simples e aconchegante em Atibaia, com árvores e flores pelo quintal. Professora de artesanato, saiu do anonimato em 2017, quando escreveu “Carta aberta a um pai”. O texto relata parte da infância dela e dos irmãos, período marcado pela ausência do pai, o ideólogo de direita Olavo de Carvalho, guru do governo de Jair Bolsonaro. Heloísa o acusa de não a ter enviado à escola. Carvalho, ainda segundo a filha, teria colocado a família para morar nos fundos da Escola Júpiter, onde dava cursos de astrologia, enquanto usava a casa da frente para se relacionar com a nova esposa. Em entrevista a ÉPOCA, Heloísa fala sobre o relacionamento com o pai e sobre a mágoa em relação ao abandono intelectual — ela foi alfabetizada pelo Mobral, antigo programa do governo de alfabetização de adultos.

Continue lendo ““Olavo chegou a ter três esposas muçulmanas ao mesmo tempo”, diz filha”